EagleBurgmannnow Logo

RoTechBooster para estações de compressão remotas

RoTech Booster

A Petrobrás é uma empresa nacional de exploração e refino de petróleo com sede no Rio de Janeiro, Brasil. A Transpetro, uma empresa da Petrorbrás, é responsável pela operação das estações de compressão, sendo duas delas localizadas remotamente no meio da floresta Amazônica, no estado do Amazonas. Estas estações de compressão somente são acessíveis por barco ou helicóptero, tornando o acesso bastante difícil.

O Problema

Estas estações de compressão foram projetadas com uma bateria de cilindros de Nitrogênio para fornecimento de gás limpo aos selos durante a partida e parada dos turbo compressores. Após o comissionamento, foi verificado que os cilindros de Nitrogênio estavam subdimensionadas, permitindo não mais que uma partida do compressor. Com o objetivo de evitar a constante substituição dos cilindros, a Transpetro decidiu por colocar na estação uma carreta de Nitrogênio com um pequeno compressor para pressurização dos cilindros.

Devido à localização extremamente remota destas estações de compressão, a logística para ter-se a carreta em campo se tornou muito complicada.  A cidade mais próxima esta a aproximadamente 240 km (150 miles)  e acessível somente por balsa, tornando o custo do nitrogênio muito elevado. Além disto, todas as estações de compressão da Transpetro no Brasil possuem operação remota via o Centro Nacional de Controle Operacional (CNCO) no Rio de Janeiro. A necessidade pela carreta de nitrogênio nestas estações de compressão do Amazonas, não permitiram sua operação totalmente remota.

 

A solução EagleBurgmann

 

Em 2012, após dois anos de reuniões técnicas, foi determinado que o RoTechBooster EagleBurgmann era a melhor solução para os problemas do cliente com operação remota e altos custos de nitrogênio.

 

Características dof RoTechBooster:

 

  • Projeto centrífugo. Alta confiabilidade e disponibilidade.
  • Acoplamento magnético de alta eficiência. 95% menos correntes parasitas, consumo de energia reduzido, geração de calor reduzida.
  • Vida útil 3-4 vezes maior que os boosteres atuais
  • Livre de vazamentos para atmosfera, e seguro ao meio ambiente.
  • Projeto simples. Fácil operação, virtualmente livre de manutenção.

A EagleBurgmann do Brasil projetou e construiu quarto skids de RoTechBooster com o suporte técnico de Glenn Schmidt e Stephen McCurdy da EagleBurgmann do EUA e Canadá. Os skid são compostos do RoTechBooster propriamente dito, transmissores de pressão e vazão, válvulas atuadas e inversor de frequência, todos conectados ao CLP do compressor para garantir a correta operação e entregar a quantidade perfeita de gás ao selo. A quantidade de vazão fornecida pelo booster é controlada pela velocidade do motor, possível pela utilização de um inversor de frequência.

Adicionalmente, a EagleBurgmann do Brasil foi responsável pelo comissionamento do equipamento, supervisão do serviço de instalação,  acompanhamento da alteração da lógica do CLP do compressor (realizada pela Siemens), teste e operação assistida do booster, serviço o qual teve duração de 35 dias consecutivos.

Ao final do comissionamento, a operação remota do booster pelo CNCO foi um sucesso, e o RoTechBoosters operou sem problemas, fornecendo alta vazão de gás limpo para o selo. A Transpetro e Petrobrás ficaram muito satisfeitas com o equipamento instalado nas estações de compressão, que permitiram a operação remota e eliminaram o alto custo da carreta de nitrogênio. Na realidade, o custo dos quarto RoTechBoosteres instalados, foi equivalente ao que o cliente pagava anteriormente por 6 – 8  meses de nitrogênio.

Para maiores informações sobre o RoTechBooster, contate-nos em: info@us.eagleburgmann.com​.